Processos seletivos e carreira: o que esperar nesse momento

Processos seletivos e carreira: o que esperar nesse momento

-Por Carla Julião; Publicado originalmente no Mundo RH

Muitos que tinham pouco contato com o universo on-line precisaram aprender a lidar com esse novo formato e com isso criaram mais oportunidades para o marketing digital

O que vivemos até aqui certamente já nos fez pensar em muita coisa. Isolamento social e falta de controle têm nos feitos refletir, porque somos seres sociais, precisamos interagir e ter a contribuição do outro no nosso dia a dia. Como não temos a previsão exata do que vai acontecer daqui pra frente, tudo tende a nos desestabilizar. Preocupações provenientes da pandemia, da economia e, consequentemente, das oportunidades de emprego. Fiz este texto pensando em apoiar quem busca uma recolocação e trazer a visão de uma profissional de recursos humanos, considerando o contexto atual.

Aqui na Mirum estamos agindo com cautela e mantendo as contratações necessárias. Olhando a situação por outro prisma, vemos que alguns segmentos podem ajudar a ter uma curva menor de diminuição de oportunidades, já que, na contramão, estão com aumento de demanda, conforme estudos da Catho e Kenoby, como os setores de saúde, telefonia, entretenimento e alimentício, que podem amenizar essa queda.

Podemos perceber também novos comportamentos de compra. Muitos que tinham pouco contato com o universo on-line precisaram aprender a lidar com esse novo formato e com isso criaram mais oportunidades para o marketing digital.

Momentos de crise como esse geram medo e essa emoção normalmente nos leva a dois caminhos: impulsividade ou paralisação.

É importante entender que o cenário é desafiador, mas também transitório, por isso muitas empresas também estão escolhendo adiantar seus processos seletivos. Aqui temos funções bastante específicas e concorridas no mercado e entendemos que é um momento para continuar estabelecendo contato com os nossos candidatos, sempre com muita transparência, explicando como se dará todo o processo, sem por ora estabelecer a previsão concreta de início das atividades e, claro, realizando todas as etapas remotamente. Para o candidato, é válido compreender que os empregadores também estão preocupados em manter a conexão. Tão breve as coisas se normalizem, ou mesmo antes disso, muitos processos seletivos podem estar concluídos e por que não a sua vaga garantida?

A recomendação essencial para quem busca a recolocação é estar atualizado, seja com os cursos da área – que, inclusive, muitas escolas têm disponibilizado 100% on-line e sem custo –, e também no LinkedIn, a rede profissional mais utilizada mundialmente. É essencial manter as principais experiências, caprichar no resumo, contendo formação, principais conquistas e o que você tem domínio, além de usar as palavras-chaves correlatas ao que está buscando. Os recrutadores visualizam muitos currículos, por isso mantê-lo organizado e com informações claras faz toda diferença. Aproveite também para fazer muitas conexões, selecionar as empresas que você gostaria de trabalhar. Uma forma bacana de fazer isso é pesquisar as melhores no ranking do Great Place to Work.

Para diminuir nossa ansiedade e preocupação com o dia de amanhã, podemos nos ocupar com o aqui e agora e, quando se trata da sua carreira, o que você pode fazer hoje para melhorar o que espera ou para conquistar em breve a vaga que almeja? Muita gente tem falado que nada mais será como antes, mas a colheita dependerá de cada plantio que fizermos nesse período. O pouco que estudo de inglês a cada dia, as cinco páginas que leio de um livro, uma aula diária daquele curso que quero completar. Já pensou em como você pode estar daqui seis meses?

E o que será esperado dos profissionais quando se fala em competências comportamentais? Vou listar quatro das que acredito serem fundamentais.

  1. Capacidade de adaptação, pensar diferente, refletir, agir e se reinventar.
  2. Protagonismo, ser responsável por cada passo; o que você está fazendo pela sua carreira nesse momento?
  3. Além do que faço, o que mais posso propor para o meu cliente e como surpreendê-lo?
  4. Como entender o que o outro precisa, perceber que minhas ações geram consequências aos meus colegas e ser realmente capaz de compreendê-los?

Tome cuidado com crenças limitantes, ainda mais em períodos como este que estamos vivendo. O profissional que as empresas esperam é aquele capaz de ressignificar e aprender de novo, fazendo sempre o novo de novo e de novo.

Pode ser o momento de repensar a sua carreira também. Pense nas suas tarefas, nas suas relações, nos seus objetivos, por quanto tempo quer fazer o que faz e por aí vai. É tempo de analisar. Aproveite, respire, se respeite e reconecte-se com seus objetivos profissionais, se necessário.

voltar ao blog